IMG_0311

Tenho a certeza que os dias, os encontros com os amigos, as refeições partilhadas, as viagens, os momentos preciosos são maravilhosos quantos menos registos fotográficos tiver. Ou seja, se aquele instante está a ser, de facto, bom, envolvente, partilhado, poucas vezes o registo, demasiadas vezes a câmera fica esquecida…

IMG_0358

E depois, mais tarde vem o arrependimento de não ter captado aquelas ocasiões, os momentos plenos de felicidade, de alegria contagiante… e fico com esse sentimento que perdura até ao instante em que me recordo das palavras da grande Sophia que numa entrevista afirmava que nunca fotografava as suas viagens porque precisava do olhar liberto para captar em todo o seu ser, com toda a liberdade, as imagens que a rodeavam, que a faziam feliz…

IMG_0320

E fico apaziguada. Essa ideia tranquiliza-me. No fundo acredito que as imagens, os fragmentos desses dias, desses instantes ficam comigo, estão comigo…

Ainda assim, este piquenique dos niveladores teve direito a alguns registos. De resto, o local é tão bonito que não há como fugir às fotos. A luz estava linda, encantadora. Aproveitei o tempo em que fiquei sozinha, guardiã dos pertences, em que abdiquei da caminhada por trilhos e visita a espaços que me são familiares, para fixar pormenores; para iniciar leituras; para olhar a copa das árvores; aproveitando as mantas estendidas em solo amaciado pela vegetação; para dormitar… um luxo.

IMG_0314

IMG_0309

IMG_0316

IMG_0324

IMG_0321

IMG_0319

Claro que houve comida, a própria destes encontros, com saladas coloridas, bolinhos salgados e doces, bebidas várias… mas não um registo de tal. Ficou o gato (batizado de Timóteo) que nos visitou e que entre umas dentadas no queijo e outros petiscos, foi serenamente dormitando. E ficou até noite cerrada, quando já apenas iluminados por lanternas de telemóveis, fomos arrumando tudo, com a convicção que outro dia como este se avizinha.

IMG_0349

IMG_0363

IMG_0365

IMG_0352

IMG_0338