IMG_9945

Ainda que para estes dias apeteça cozinhados que não implique ligar o forno, deixo-vos uma tarte que necessita do dito mas que justifica o sacrifício.

Com a fruta caseira em abundância a chegar à mesa, para além de a consumirmos ao natural, aplica-se noutras versões cozinhadas, salgadas e doces.

IMG_9950

Apesar desta ser uma tarte doce, é-o sobretudo pela fruta e não pela quantidade de açúcar. Por isso, sabe muito bem num pequeno almoço mais guloso, ou numa versão mais indulgente com uma bola de gelado ou sorvete.

Usei peras e morangos, mas a escolha de variedades é enorme.

IMG_9964

Tarte rústica de fruta

Base

200 g de farinha de trigo sem fermento

170 g de manteiga fria

1 pitada de sal

* Peneirar a farinha para uma taça

* Cortar a manteiga fria em quadradinhos

* Preparar a massa, desfazendo a manteiga com a farinha, até obter uma espécie de areia

* Amassar formando uma bola, envolver em película e deixar repousar no frigorífico cerca de 30 minutos

IMG_9965

Recheio

750 kg de fruta (usei 400 g de peras e 350 de morangos)

90 g de açúcar mascavado

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

1 colher de café de erva-doce

IMG_9946

IMG_9962

* Ligar o forno a cerca de 180º

* Cortar a fruta de forma laminada ou como entender mais conveniente

* Adicionar o açúcar, o gengibre e a erva-doce

* Reservar enquanto estende a massa

* Estender a massa sobre o tabuleiro com papel vegetal na base

* Colocar a fruta sobre a massa, sobretudo ao centro, tendo o cuidado de deixar um bordo suficiente para dobrar um pouco sobre a fruta

* Reservar a calda que resulta da maceração da fruta

* Levar a tarte ao forno cerca de 30 a 40 minutos, ou até que a massa fique ligeiramente dourada

* Servir morna ou fria, regando com a calda da fruta

IMG_9958