pera_2

A palavra tradição e tudo o que ela carrega, decorre essencialmente da propagação de um uso, durante um longo ciclo, constituindo um património que insiste viver na memória coletiva e que se revela em práticas sociais atuais, ainda que muitas vezes com um caráter pontual. São tradições culturais, populares, religiosas, familiares e, inevitavelmente gastronómicas.

A existência das tradições está irremediavelmente ligada ao  pressuposto antropológico da nossa finitude. Relacionado com a  permanente busca de vínculos e conhecimento entre gerações. As tradições que mantemos e as que deixamos cair no esquecimento.

peras

As questões alimentares relacionadas com as festividades e os ciclos da vida são um repositório de saberes, crenças, hábitos e costumes que importa analisar e salvaguardar. Constituem práticas que perpetuam lembranças e lembram a necessidade de perpetuar valores e conhecimentos.

peras_cozinhados

A monotonia da comida quotidiana é quebrada com os banquetes das festividades. Festins religiosos e pagão; ciclos da vida do homem. Diversos são os pretextos para estas viagens pantagruélicas; para as mesas de aparato; para uma embriagues de excessos gastronómicos ou, noutros momentos, para o enobrecimento sensato do acontecimento a festejar ou, simplesmente, responder a necessidade alimentares específicas.

Esta é uma época de tradições e celebrações. O Natal está à porta, bem como o Novo Ano. Mas antes disso, temos tido outras mesas festivas, ainda outonais. Aniversários e jantares especiais em vésperas de casamentos. Uma alegria que se traduz em iguarias várias.

Fica uma sobremesa que na sua forma mais simples tem ido à mesa de todos os dias: pêras assadas com gengibre. Mas que também apareceu num dos jantares (para os noivos), a acompanhar uma panna cotta de chocolate, inspirada na receita da Teresa e que podem ver aqui.

As pêras são descaroçadas, polvilhadas com gengibre ralado e levadas a assar cerca de 10 a 15 minutos, dependendo da consistência que se pretender. Adoro-as com o sabor picante do gengibre. Para o jantar especial, além da panna cotta de chocolate, acrescentei compota de laranja (das mãos da Martinha) e um palito de massa folhada polvilhado com sementes de sésamo.

mesajds