IMG_5119

A primeira lição do meu livro da 1ª classe começava com um poema de Miguel Torga. Sei um ninho...  Julgo que terá sido o meu primeiro contacto com a poesia escrita. Ainda que não conseguisse ler, lembro-me daquelas palavras, lidas pela professora, e memorizadas até hoje. Não é o meu poeta preferido, não é o meu poema preferido, mas foi o primeiro.

Por isso esta é a minha escolha para o desafio Convidei para jantar… um poema, criado pela Ana e este mês na casa da Cristina.

IMG_2297

Sei um ninho

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar…

Miguel Torga

IMG_5120

panna cotta de maça e café expresso

Donna Hay | Seasons, p. 283-4

80 ml ​​de café expresso

75 g de açúcar refinado (eu usei amarelo)

1 maçã (no original pêra), corte em fatias 2×2 cm (usei metades inteiras)

2 colheres de chá de gelatina em pó (usei 3 folhas)

2 colheres de sopa de leite

200 ml de natas frescas

300 ml de leite, extra

75 g de açúcar amarelo

1 colher de chá de essência de baunilha

Coloque o café e o açúcar refinado numa panela pequena em fogo baixo e mexa até dissolver o açúcar. Adicione a maçã e cozinhe por 10-15 minutos ou até ficarem macias e a calda engrosse ligeiramente. Coloque a maçã na base de 2 taças com 310 ml de capacidade levemente untadas. Despeje sobre a calda de café e deixe esfriar.

Coloque a gelatina no leite numa tigela pequena,  deixe repousar por 2-3 minutos ou até que a gelatina  amoleça. Coloque as natas, o leite extra, açúcar amarelo e baunilha numa panela em fogo médio e deixe ferver. Retire do fogo, adicione a gelatina e bata até combinar. Deixe esfriar.

Despeje a mistura de creme sobre a maçã e xarope. Leve ao frigorífico por 4-6 horas ou até endurecer. Inverter em pratos de servir. Faz 2.

IMG_5110

In english

The first lesson of my primary school’s book  began with a poem by Miguel Torga: I know a nest … I think that would have been my first contact with written poetry. Although by that time I could not read it, I still remember those words, read by the teacher, which I memorized until today. It’s not my favorite poet, it’s not my favorite poem, but it was the first.

So, this is my choice for the challenge Invited to dinner … a poem, created by Ana and this month at Cristina’s blog.

IMG_5122

apple and espresso panna cotta

Donna Hay | Seasons, p. 283-4

80 ml espresso coffee

75 g caster sugar (I used brown)

1 apple, cut into 2×2 cm slices

2 teaspoons powdered gelatine

2 tablespoons milk

200 ml single pouring cream

300 ml milk, extra

75 g brown sugar

1 teaspoon vanilla extract

Place de coffe and caster sugar in a small saucepan over low heat and stir to dissolve the sugar. Add the apple and cook for 10-15 minutes or until tender and the syrup has thickened slightly. Place the apple on the base of 2 x  310 ml cup-capacity lightly greased dishes. Pour over the coffee syrup and allow to cool.

Place the gelatine and milk in a small bowl, stir to combine and allow to stand for 2-3 minutes or until gelatine has dissolved. Place the cream, extra milk, brown sugar and vanilla in a saucepan over medium heat and bring to the boil. Remove from the heat, add the gelatine and whisk to combine. Set aside to cool.

Pour the cream mixture over the apple and syrup. Refrigerate for 4-6 hours or until set. Invert onto plates to serve. Makes 2.

IMG_5106